FIQUE POR DENTRO

RITUAL DE DESOBSESSÃO E CURA com Cigano RAMÓNN RAMIREZ Dia 15 DEZEMBRO 2013 (Domingo) 

 

 

E-mail
  JOÃO DE CAMARGO
 

      O objetivo destas informações é o de ilustrar sobre a vida terrena de um médium chamado João de Camargo, também conhecido como preto velho Nhô João.         

     Nascido em 05/07/1858 negro, escravo, educado por sua mãe, também escrava Nhá Chica na crença das rezas e ervas. Soube unir as crenças brasileiras às africanas, e deixou como ensinamento que Deus não julga a forma de amá-lo só quer que seus filhos não tenham receio de fazê-lo. Com a Abolição da Escravatura tornou-se livre.

     Em 1893 serviu como voluntário no Batalhão Paulista que combateu a revolução de Gumercindo Saraiva. Realizou a construção da Igreja do Bom Jesus do Bonfim da Água Vermelha e, compartilhava de sua mediunidade com quem o procurasse sem obrigar ninguém a nada e sem incomodar-se com o que as pessoas achavam, além das rezas e ervas indicadas, o maior teor de Luz de Nhô João eram suas palavras de encorajamento e fé no Nosso Senhor, sempre dizendo que a cura estaria no acreditar de cada um. Exemplo de médium. Foi perseguido e preso por curandeirismo por 18 vezes até que registrou seu estabelecimento como centro espírita e só assim conseguiu com menos perseguições continuar seus ensinamentos de fé até o último dia de vida em Terra em 28/09/1942 aos 84 anos. Exemplo de fé, pois aplicava consigo mesmo os ensinamentos que recebia do Altíssimo.

    
    Em julho de 1980 João de Camargo apareceu para o médium Walmir Gorgônio em um Centro Espírita do Cacique Pena Branca e Caboclo João da Sete Encruzilhadas e propôs a esse médium realizar uma atividade mediúnica de rezas, benzimentos e cura. E assim se fez em realidade na FEMI a sala do João de Camargo para os benzimentos e aprendizado, do jeitinho que o Nhô João descreveu ao médium Walmir Gorgônio.

 
Na sala de grande poder curativo, este benzedor espiritual e toda sua equipe estão presentes junto à FEMI, a pedido da Menina Izildinha para, além da cura dos males terrenos, propiciar aprendizado sobre as terapêuticas que a reza oferece ao ser encarnado
 
BENZIMENTO COM AGENDAMENTO PRÉVIO